DER bloqueia 5,2 km na saída norte do DF no domingo para detonar rocha

Mapa mostra pontos interditados e vias alternativas durante bloqueio de trânsito na saída norte de Brasília neste domingo (17), para detonação de rocha que impede continuidade de obras  (Foto: Edição de Arte/Agência Brasília)
Mapa mostra pontos interditados e vias alternativas durante bloqueio de trânsito na saída norte de Brasília neste domingo (17), para detonação de rocha que impede continuidade de obras (Foto: Edição de Arte/Agência Brasília)

Os 5,2 quilômetros entre o Balão do Torto e o do Colorado serão interditados neste domingo (17), na saída norte de Brasília, para a detonação de uma rocha às margens da via de acesso entre Planaltina e o Plano Piloto. De acordo com o governo, a medida é necessária para dar continuidade às obras da Ligação Torto-Colorado e do Trevo de Triagem Norte. As intervenções buscam desafogar o trânsito na região, por onde passam mais de 100 mil motoristas todos os dias.

A operação vai ser coordenada pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e pela Polícia Militar. O DER disse que as implosões começam às 15h. A Defesa Civil orientou que moradores de 37 casas e responsáveis por cinco comércios próximos – entre concessionárias e motéis – deixem os locais às 13h45. O retorno só ocorrerá após inspeção. Segundo a Defesa Civil, não há risco de abalo às estruturas, mas há possibilidade de fragmentos serem atirados contra as propriedades.

Com isso, o acesso à parte norte do DF deverá ser feito por outras rotas. O trânsito será desviado antes do balão do Torto para quem se dirige àquela área e no balão do Colorado para quem vem de lá.

Obras do DER às margens da BR-020 devem ser entregues em dezembro de 2017, segundo GDF (Foto: Dênio Simões/Agência Brasília)
Obras do DER às margens da BR-020 devem ser entregues em dezembro de 2017, segundo GDF (Foto: Dênio Simões/Agência Brasília)

“Ao interromper o Torto-Colorado, o acesso a Planaltina, a Sobradinho, aos condomínios e à região norte como um todo será pelo Paranoá ou por Brazlândia. Essa implosão é necessária para construir pontes e viadutos no trecho”, explica o diretor-geral do DER-DF, Henrique Luduvice.

Não há prazo definido para o fim da intervenção. Segundo o major da Defesa Civil Sinfrônio Lopes a área precisa ser inspecionada antes da reocupação dos moradores.

“A verificação da área é feita imediatamente após a detonação. Dependendo da quantidade possível de explosivos não detonados, essa inspeção pode demorar bastante tempo. A liberação depende da detonação total da massa explosiva utilizada. Se não for detonado algum explosivo, é preciso a inspeção e uma segunda detonação. A liberação total está estimada para cerca de duas horas após a explosão”, disse.

As obras no Trevo de Triagem Norte e na Ligação Torto Colorado vão custar R$ 207 milhões. A primeira parcela do financiamento do banco federal, de R$ 10 milhões, foi liberada em junho. Os repasses serão trimestrais, até o fim das obras – a do Trevo de Triagem Norte deve estar concluída em 24 meses e a da Ligação Torto-Colorado, em 17.

De acordo com o governo, as obras devem acabar com problemas antigos, como a necessidade de recorrer à faixa reversa em horários de pico, de segunda a sexta-feira. São 12 obras no Trevo de Triagem Norte, entre pontes, viadutos e túneis, feitas para distribuir o fluxo de veículos com destino ao Plano Piloto, levando ao Eixo Rodoviário Norte-Sul, à W3, aos Eixinhos Leste e Oeste e à L2. Somadas às passagens previstas na Ligação Torto-Colorado – construção de uma pista marginal à DF-003 e novos acessos aos condomínios –, serão 23 intervenções.

 


Uber vai distribuir picolés nesta sexta-feira

Governo quer ceder estacionamentos no centro de Brasília a gestor privado

Fonte:

Deixe um comentário