Açúcar embutido em produtos alimentícios

O Brasil está entre os países que mais consomem açúcar no mundo, lideramos com o 4º lugar. Além do açúcar comum, que usamos para adoçar bebidas ou preparações, temos uma ingestão elevada de açúcar embutido em produtos industrializados. A maior parte do consumo, inclusive, é desse açúcar que se esconde nas listas de ingredientes com nomes muitas vezes desconhecidos pela população. Nas extensas listas de ingredientes encontramos açúcar, sacarose, açúcar invertido, maltodextrina, dextrose, glicose ou glucose, frutose e lactose. Mesmo alimentos que não têm sabor doce podem ter açúcar adicionado a sua composição.

O consumo elevado de açúcar está associado diretamente com a taxa crescente de obesidade, que é um fator de risco para doenças cardiovasculares, diabetes e diversos tipos de câncer. Além disso, as cáries dentárias apresentam como maior causa o consumo exagerado de açúcar. Essas doenças estão aparecendo cada vez mais cedo na população, ou seja, as nossas crianças estão adoecendo, e grande parte se deve ao consumo exagerado de açúcar proveniente de produtos industrializados muitas vezes oferecidos às crianças por serem de fácil preparo e aquisição.

Esse é um tema importante para ser pensado e discutido por toda a sociedade, pois afeta diretamente a saúde da população e os gastos com a saúde pública. O governo de um Estado tem o dever de garantir o direito à alimentação adequada e saudável a toda sua população, e não é isso que estamos vivenciando. Afinal, o governo permite que nossa indústria de alimentos adicione substâncias nocivas em seus produtos. E o pior: não garante informação de fácil entendimento para que possamos fazer melhores escolhas!

Fonte:

Deixe uma resposta