Flu apresenta atacante Henrique e diretor de Futebol promete mais reforços

Henrique-Fluminense
Henrique Dourado é apresentado, ao lado de Jorge Macedo, como substituto do ex-capitão e ídolo Fred. Foto: Mailson Santana/FFC

Logo após um grupo de 40 torcedores protestarem na porta do CT das Laranjeiras, nesta terça-feira (5), o diretor de futebol do Fluminense, Jorge Macedo, que participou da apresentação do atacante Henrique Dourado, que chega com status de artilheiro para o lugar do ex-capitão Fred, disse entender as reivindicações – reforços e transparência do corpo diretivo – e afirmou que a diretoria está atrás de novas contratações.

”Estamos tentando reformular o elenco. Temos que integrar jogadores para ter um grupo mais forte, com mais qualidade. Estamos trabalhando bastante, mas é um momento difícil no mercado. A maioria no Brasil já fez sete jogos. A janela do exterior abriu agora, tem clubes esperando propostas. Com certeza vamos agregar valores para a sequência do campeonato”, declarou o dirigente.

Sobre a situação da equipe no Campeonato Brasileiro – 12º colocado com 17 pontos –, Macedo ressaltou o fato de o treinador Levir Culpi ter pouco tempo para trabalhar com os jogadores, devido às viagens constantes porque o time não poderá jogar no Maracanã ou no Engenhão até depois das Olimpíadas do Rio, que serão realizadas entre 5 e 21 de agosto.

”A gente entende a torcida. Queríamos estar em uma situação melhor. O Fluminense deve sempre brigar na parte de cima da tabela. Ninguém está conformado com essa situação. Teve protesto semana passada, hoje de novo. Temos que saber administrar isso. Temos que pedir apoio. Estamos jogando sempre fora de casa. É pouco treino e muita viagem”, afirmou, relembrando o fato de o clube estar mandando a maioria das partidas em Volta Redonda.

Ainda sobre os reforços, o diretor foi questionado sobre o interesse tricolor em contar com os serviços de Welington Silva e do meia argentino Dátolo e garantiu que as transferências não dependem somente do Flu.

“Os grandes jogadores custam caro…  Estamos com várias frentes no mercado e tentando suprir essa carência que vem desde o início da temporada”, disse Macedo. “Dátolo nos agrada bastante. Trabalhou com Levir, tem muita qualidade. Mas está sob contrato com o Atlético-MG até o fim do ano. Já o Wellington Silva tem mais um ano de contrato com o Arsenal. Não sabe se vai ficar lá, se vai ser emprestado. Então temos que aguardar”, finalizou.

Fonte:

Deixe um comentário