Xenobióticos. Já ouviu falar?

Do grego, xenos significa estranho. Xenobióticos são compostos químicos estranhos a um sistema biológico. Podem ser encontrados num organismo, mas não são substâncias produzidas ou esperadas no organismo humano.
Medicamentos podem ser considerados xenobióticos, porque o corpo humano não os produz, nem eles fazem parte da dieta humana.

Sabe o que mais são xenobióticos? Aditivos químicos usados pela indústria de alimentos, substâncias das embalagens usadas na indústria de alimentos, agrotóxicos, etc.

Portanto, temos uma exposição bastante elevada a esses compostos. E o organismo remove os xenobióticos por meio do metabolismo hepático, como uma forma de desintoxicação.

Esse processo consiste na neutralização e excreção dessas substâncias. A neutralização ocorre principalmente no fígado e as principais vias de excreção são a urina, as fezes, a respiração e o suor. Alguns xenobióticos são resistentes à degradação, tais como plásticos e pesticidas.

Ate mesmo a garrafa plástica de água mineral pode passar xenobóticos para a água. Entre eles, o bisfenol A. Portanto, neste caso, prevenir faz parte do processo.

E com isso, vale o ditado: descasque mais e desembale menos! ou seja, coma mais frutas e legumes e reduza ao máximo o cosumo de alimentos industrializados.

Deixe um comentário