Walter Casagrande e os Demônios

7773319casagrande
O comentarista da TV Globo, Walter Casagrande, saiu do ar por algum tempo. Estava numa clínica para dependentes químicos.
Viciado há bastante tempo – embora, como todo viciado, não acreditava que o fosse – ele contou que, nesse período, chegou a ver demônios, fato recorrente em viciados em qualquer tipo de droga.
Mas, será que ele viu esses personagens ou foi alucinação?
Na verdade, ele viu pobres espíritos de homens que, na terra, enquanto encarnados, foram também viciados e que continuam o vício no além, em simbiose com pessoas encarnadas viciadas como eles.
O vício é uma praga que atormenta o dependente não só nesta vida, como também após o desencarne.
Não tendo drogas ou álcool “do outro lado” para continuarem a prática, espíritos doentes se associam com encarnados viciados e os estimulam ao uso para que também sintam os mesmos efeitos.
Desta maneira, além da dependência física e psíquica, há também a dependência espiritual que, em muitos casos, é muito mais nociva do que as duas primeiras.
Casagrande está sob os cuidados de três psicólogos e um psiquiatra, mas terá que fazer um esforço tremendo, cuidando também do lado espiritual, para conseguir a libertação.
Droga fascina e cega. Sabe-se quando se inicia, mas ninguém pode saber quando sairá. Muitos não conseguem sair nem depois da morte.
Para o Mestre Luis Sérgio, a droga é a besta do apocalipse.

Deixe um comentário