Voz ativa

Alex lidera o movimento contra o calendário da CBF e da Globo
Alex lidera o movimento contra o calendário da CBF e da Globo

As recentes manifestações contra os políticos parecem ecoar nos campos de futebol.  Jogadores e técnicos de vários clubes brasileiros se uniram para protestar contra uma situação de fato absurda, que se assemelham àquelas motivadoras das ruidosas passeatas que lotaram as ruas no mês de junho. O extenso calendário divulgado pela CBF para 2014, ano de Copa do Mundo, desagradou a todos, por violar direitos trabalhistas e colocar em risco a saúde dos atletas e a própria qualidade dos espetáculos.

O novo calendário prevê o início dos campeonatos estaduais no dia 12 de janeiro. Ou seja, os jogadores terão uma pré-temporada de menos de uma semana, algo inviável em se tratando de uma preparação fisíca determinante para que o atleta suporte o desgaste do ano. A temporada terá uma pausa no dia 4 de junho, para a disputa da Copa do Mundo. Porém, alguns jogadores serão integrados às seleções que disputarão o mundial e muitos outros estarão em fase de preparação nos clubes, inexistindo as tais “férias” propostas.

Dos 75 atletas que assinaram, Alex é o mais engajado na causa, não poupando nenhuma crítica à CBF e à Rede Globo. Além da contundente entrevista que concedeu em agosto, na qual criticou a condução do futebol nacional, que, segundo ele, é refém da maior rede de televisão comercial do Brasil, criticou novamente o trabalho da Confederação Brasileira de Futebol.

“A CBF soltou um calendário absurdo, que não respeita nem a lei de 30 dias de férias. Fora as férias, também não respeita a preparação dos atletas”, desabafou o jogador do Coritiba.

 

Por Gustavo Goes

Deixe um comentário