Vítimas em acidentes de moto

Estudo da CNM mostra que o Distrito Federal teve 8,9 vítimas fatais por 10 mil motos em 2010; a média dos estados brasileiros foi 6,6

Estudo divulgado hoje pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM) mostra que os índices de morte no trânsito, no Brasil, mantiveram-se estáveis ao longo da última década. No caso de óbitos com motocicletas, a situação até piorou. Em 2010, ano mais atualizado das estatísticas oficiais de mortes, a média nacional chegou a 6,6 mortos por 10 mil motos no país. A situação é ainda mais grave no Distrito Federal, que teve 8,9 vítimas fatais, também por 10 mil motos, no mesmo período.


O Nordeste tem a situação mais alarmante, com os cincos estados mais violentos para os motociclistas no país. Em primeiro lugar, aparece Sergipe, com 17,2 mortes por 10 mil motos em 2010, seguida por Piauí (16), Maranhão (10,3), Pernambuco (10) e Rio Grande do Norte (9,4). No caso dos acidentes envolvendo automóveis, o indicador passou de 2,6 mortes por 10 mil veículos, em 2000, para 2,4, em 2010. O estudo ressalta que na última década, a violência no trânsito está estagnada.


Fonte: Correio Braziliense

Extratos dos Jornais

Deixe um comentário