Venezuela anuncia expulsão de americano

Vice-presidente venezuelano comandou reunião com autoridades do país convocada depois do anúncio sobre a piora no estado de saúde de Chávez

A teoria da conspiração foi a tônica do discurso do vice-presidente Nicolás Maduro em uma reunião com o comando político e militar da Venezuela convocada depois das informações sobre a piora no estado de saúde de Hugo Chávez. Em meio aos ataques à direita e aos Estados Unidos, Maduro também confirmou que a situação do mandatário apresenta complicações.
No início de sua fala, o vice mencionou o que chamou de “planos conspiratórios” contra o governo de Chávez e sugeriu que a doença do caudilho foi um “ataque” de seus inimigos. 
No discurso, Maduro também anunciou a expulsão de um representante americano no país. David Del Mónaco, adido da Força Aérea para a embaixada dos Estados Unidos, participaria de um plano de desestabilização contra o Exército venezuelano, nas palavras do vice. “Emitimos uma nota ao governo americano. Tem 24 horas para deixar a Venezuela. As Forças Armadas devem ser respeitadas”. Maduro disse ainda que o país é alvo de sabotagens no setor elétrico.
Fonte: Veja Online
Extratos dos Jornais

Deixe um comentário