Vascaínos invadem gramado de São Januário e interrompem treinamento

Aproximadamente 30 integrantes da Força Jovem, maior torcida organizada do Vasco, invadiram o gramado de São Januário para protestar contra o time na manhã desta sexta-feira. O treinamento foi interrompido e a maioria do grupo, com medo de possíveis agressões, desceu para os vestiários do estádio.

Exceções foram o meia Carlos Alberto e o diretor-executivo de futebol René Simões, além dos goleiros Michel Alves e Alessandro, que permaneceram nas atividades e escutaram as manifestações. Os fãs reclamaram das atuações da equipe, que vive má fase no Estadual: vem de derrota para o Nova Iguaçu.

Depois de mobilização nas redes sociais, os torcedores vascaínos se reuniram nos arredores da Colina por volta das 9h15, minutos antes do início do treino. Ciente dos possíveis protestos, o clube reforçou o policiamento nas entradas, mas não impediu o ingresso da torcida através da sede social.

Por cerca de 50 minutos, René Simões e Carlos Alberto conversaram com a Força Jovem, que até cumprimentou preparador de goleiros Carlos Germano. A conversa, monitorada por seguranças e policiais, foi pacífica, e terminou com a saída dos torcedores e cantos de exaltação ao Vasco.

Até o final desta semana, a diretoria cruz-maltina deve anunciar o novo técnico do time, após a demissão de Gaúcho. Diretor-técnico, Ricardo Gomes também deixou o clube carioca, que sonda nomes como os de Ney Franco, Paulo Autuori e Cristóvão Borges.

Fonte: Super Esportes

Deixe um comentário