USP vai negociar livre acesso

Recém-inaugurada biblioteca digital guardará artigos que seus pesquisadores publicarem em revistas especializadas. Para tanto, os cientistas terão de entrar em acordo com as editoras – ou escolher as que já oferecem livre acesso

Campus da USP em São Paulo

Cidade Universitária: Atualmente, apenas teses e dissertações têm acesso aberto (Divulgação/USP Imagens)
Todas as pesquisas realizadas por acadêmicos da Universidade de São Paulo (USP) poderão ser publicadas na recém-inaugurada Biblioteca Digital da Produção Intelectual da USP(BDPI). Para isso, pesquisadores da USP que publicam artigos em revistas científicas devem passar a negociar com as editoras contratos que permitam que o material fique disponível gratuitamente em uma página da instituição. 
Atualmente, na USP, apenas teses e dissertações são de livre acesso. Já os artigos nas publicações especializadas, é comum que até as instituições que os financiaram tenham que pagar para poder acessá-los.

A iniciativa faz parte de um movimento global pelo acesso aberto à ciência. Unesp e Unicamp planejam estratégia semelhante, e outras, como a Universidade de Brasília (UnB) e as federais de Santa Catarina (UFSC) e do Rio Grande do Sul (UFRGS), já têm seus repositórios, como são chamadas essas bibliotecas online.

Fonte: Veja Online
Sites e Blogs

Deixe um comentário