Unidade básica de saúde é reinaugurada no Lago Sul

“É muito bom concluir o ano com uma entrega na área de saúde, que hoje é o maior desafio dos governos e a maior necessidade da população”, disse o governador Rollemberg, que participou do descerramento da placa de reinauguração. Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília

Após passar por reforma, o Centro de Saúde nº 5 do Lago Sul foi reinaugurado na manhã desta sexta-feira (23). Fechado desde outubro de 2013 para os trabalhos, o espaço passa a se chamar Unidade Básica de Saúde nº 1. O investimento do governo de Brasília foi de R$ 1,1 milhão com melhorias como a ampliação e revisão da estrutura, a substituição das instalações elétricas e hidráulicas e a adequação de banheiros.

A unidade conta com cadeiras odontológicas e consultórios de ginecologia, pediatria e clínica médica, além de salas para assistência social, homeopatia, acupuntura, vacinação, farmácia e setores administrativos. “É um centro bastante tradicional no âmbito da atenção primária de Brasília”, ressaltou o secretário de Saúde, Humberto Fonseca.“É muito bom concluir o ano com uma entrega na área de saúde, que hoje é o maior desafio dos governos e a maior necessidade da população”, disse o governador Rodrigo Rollemberg, que participou do descerramento da placa de reinauguração.

A equipe será composta por aproximadamente 40 profissionais, entre dentistas, ginecologistas, enfermeiros, assistente social, homeopata e acupunturista. A prestação de serviços vem sendo retomada de forma gradativa desde novembro, já que os trabalhadores foram realocados durante a reforma.

Durante a solenidade, também foi homenageado o médico Mário de Oliveira, ex-diretor da unidade. Ele recebeu das mãos do governador e do secretário de Saúde certificado de agradecimento pelos serviços prestados entre 1995 e 2005.

Entrega de 55 ambulâncias para a rede pública

Na cerimônia de reinauguração, foi feita ainda a entrega simbólica das chaves de 55 ambulâncias para a rede de saúde do DF. Os veículos custaram R$ 169.990 cada um e completam os 85 comprados com repasses do governo federal — 30 deles foram entregues em setembro. O valor total é de R$ 14.449.150.

“São entregas importantes para melhorar a qualidade do atendimento prestado à população e as condições de trabalho dos servidores da saúde”, destacou Rollemberg. Hoje, a entrega simbólica das chaves foi feita à superintendente da Região de Saúde Norte, Andrea Kavamoto.

Da frota de 52 ambulâncias antigas, 48 passarão por análise da vida útil, e as demais serão leiloadas. Além disso, Brasília é atendida por 78 veículos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

}

Fonte:

Deixe um comentário