UniCeub atrasa internato de Medicina

Assembleia com os estudantes de medicina

Pelo terceiro semestre consecutivo, alunos do curso de Medicina do UniCeub sofrem com o atraso no início das atividades do estágio obrigatório de internato. As atividades deveriam ter começado no dia 16 de agosto, após as férias do meio do ano, mas só devem ser iniciadas na segunda-feira (27).O diretor acadêmico professor Carlos Alberto da Cruzexplicou que a liberação para entrada dos internos nos hospitais da rede pública de saúde só foi autorizada a partir dessa data.

Revoltados com a situação, os estudantes se organizaram para cobrar da Reitoria do Centro Universitário uma solução para o problema. Após confirmar a nova data, a direção do UniCeub garantiu que, mesmo com o atraso,toda a carga-horária prevista será cumprida.Os estudantes, que chegam a pagar mensalidades superiores a R$ 7 mil, comemoram a retomada das atividades e prometem agora lutar por outra causa: por meio de abaixo-assinado, exigirão a troca do atual coordenador do curso, Alberto Villar Trindade. “Os problemas com internato se estendem por três semestres consecutivos”, afirma Rafael Calixto, presidente do Diretório Central de Estudantes (DCE).

O presidente do Centro Acadêmico de Medicina, Caio Gracco Monte, sugeriu três nomesà diretoria doUniCeub para substituir Trindade, mas não divulgou para não criar problemas internos, caso não haja mudanças na coordenação. Para Gracco, “com certeza a culpa é da coordenação, afinal existem outras instituições que passam pelo mesmo processo e não têm tantos problemas”.

Hospital próprio – A prática de quarenta horas semanais durante dois anos é obrigatória para a formação acadêmica de alunos de Medicina. Como o UniCeub não possui hospital próprio, a exemplo da Universidade de Brasília (UnB), os médicos residentes têm de exercer essas atividades nos hospitais públicos do DF. Isto faz com que a instituição de ensino e a Secretaria de Saúde tenham que regularizar a situação a cada semestre.

 

Nota de correção.

One Response

  1. Parabéns pelo texto! Somente uma correção: o atraso é em relação ao “internato”. “Residência” é a especialização (que é facultativa, e ocorre somente após a graduação no curso de medicina). O estudante cursando o internato se chama “interno”, não sendo sinônimo de “médico residente”. É importante verificar esses detalhes antes da publicação de um texto em um meio midiático…

Deixe um comentário