Um pouco mais sobre os benefícios do café

O café é uma das bebidas populares mais consumidas no mundo. Dentre as substâncias nele encontradas, destaca-se a cafeína, que tem sido um grande alvo de investigação científica devido à sua capacidade de integração e modulação fisiológica em nível central e periférico.

Alguns estudos com doses aproximadas de 400 mg de cafeína, o que equivale a 4 xícaras de café com 150 ml cada, mostraram efeitos protetores do café em relação ao diabetes mellitus tipo 2 e o excesso de peso. Nessa dose, a cafeína apresenta efeito termogênico, ou seja, estimula a capacidade de promover lipólise ou a queima de gordura corporal. É possível também verificar um aumento de 3% a 5% na taxa de metabolismo basal, devido ao seu efeito termogênico.

O consumo habitual de café pode levar ao aumento de hormônios intestinais e aumento da sensibilidade à insulina, além de estimular as células pancreáticas produtoras de insulina, devido à presença de uma substância chamada teofilina e pela concentração de magnésio encontrado nos grãos de café.

O café expresso apresenta maior concentração de magnésio do que o café coado, e as bebidas carbonatadas à base de cola, como os refrigerantes, apesar de serem boas fontes de cafeína, são pobres em magnésio.

O consumo de café também estimula a produção de peptídeos anorexígenos no intestino, que se dirigem ao hipotálamo, onde temos o centro de controle da fome e saciedade, o que auxilia no menor consumo de alimentos, devido à saciedade gerada pelo café.

Com todos esses benefícios, podemos sugerir que o café é uma bebida que ajuda na prevenção da obesidade, diabetes e da síndrome metabólica.

 

Fonte:

Deixe um comentário