Túnel devolve protagonismo a Taguatinga

Taguatinga vai retomar o protagonismo do desenvolvimento local. A previsão foi feita pelo governador Ibaneis Rocha (MDB), ex-morador da cidade, ao assinar a ordem de serviço para a construção do túnel de 1.010 metros de extensão, com três pistas em cada sentido, ligando a Estrada Parque (EPTG) à Avenida Elmo Serejo. Nas décadas de 1970 e 1980, Taguatinga era chamada de “locomotiva do Distrito Federal”.

O evento, com a presença de cerca de 200 pessoas, ocorreu na Praça do Relógio, em frente à Administração Regional. Foi o primeiro compromisso público de Ibaneis após o retorno das férias em Miami (EUA). “Esse túnel traz vida para mais de 1,5 milhão de pessoas”, afirmou. A previsão é de que a obra fique pronta em dois anos.

Desvios – O secretário de Obras, Luciano Carvalho de Oliveira, explicou que a população não sentirá de imediato os efeitos da intervenção. Segundo ele, os seis primeiros meses serão dedicados aos projetos executivos, construção de desvios para o trânsito e aos estudos de órgãos como o Detran, o DER e a Polícia Militar para encontrar as melhores alternativas visando reduzir os transtornos à população. Uma decisão já existe: o trânsito na Avenida Central não será interditado.

Ibaneis esclareceu que ainda em 2020, o governo lançará a revitalização da Avenida Hélio Prates, que receberá parte do tráfego de veículos – especialmente ônibus – que utilizam o centro de Taguatinga como passagem para Ceilândia e Samambaia.

Benefícios – Também criado em Taguatinga, o secretário de Governo, José Humberto Pires, vislumbra reviver os tempos em que a cidade era “um dos motores da economia do DF”. “A obra trará transtornos inicialmente, mas os benefícios virão após sua conclusão“, disse.

O projeto do túnel no centro de Taguatinga existe desde o final da década de 1990. A obra seria iniciada em 2016, mas foi embargada pelo Tribunal de Contas do DF e só liberada em dezembro de 2019. O investimento previsto é de R$ 275 milhões, com financiamento da Caixa Econômica Federal. A obra será executada pelo consórcio Novo Túnel.

Deixe um comentário