Troca de favores entre Câmara e governo é imoral

O distrital Reginaldo Veras (PDT) mandou o seguinte texto para o Brasília Capital: “Como deputado e cidadão, estou envergonhado com a potencial troca de favores entre o governo e a Câmara Federal para aprovação da Reforma da Previdência.

Foi noticiado pela imprensa que o governo, por meio de um ministro, prometeu liberar R$ 40 milhões em emendas parlamentares aos que votarem a favor da proposta. Isso é tão imoral que foi questionado até pelos governistas.

Não se pode fazer uma nova política com as questionáveis e seculares ações dos mandatários da nação. Não adianta trocar as pessoas, se não há a renovação de ideias e atitudes”.

Deixe um comentário