Treino cardio. Antes ou depois da musculação?

Atualmente, os brasileiros estão cada vez preocupados com o bem-estar e a qualidade de vida e, por isso, as academias estão sempre cheias de pessoas que buscam, acima de tudo, mais saúde e, para isso, elas literalmente suam a camisa e querem sempre potencializar os treinos em busca de melhores resultados.

Nesse sentido, muitas perguntas surgem a respeito do que pode ou não ser feito durante os treinos. Uma das mais populares é a seguinte: é melhor fazer o treino de cardio (aeróbico) antes ou depois da musculação?

O professor da Cia Athletica, Felipe Feijó diz que tudo depende do objetivo a ser alcançado, ou seja, cardio antes ou depois é correto, mas se o intuito do praticante é a hipertrofia muscular ou o condicionamento físico, o melhor é realizar o treino aeróbico depois das séries de musculação; mas se a finalidade é a preparação para as corridas de rua, triatlhon e ciclismo, por exemplo, o ideal é que o treino seja realizado antes.

Para entender melhor como essa escolha age fisiologicamente, segue algumas dicas dos profissionais da Cia Athletica:

 

Para queimar gordura, treine o cardio após a hipertrofia!

Sempre que iniciamos uma atividade física, nosso corpo faz uso de uma reserva energética chamada de glicogênio muscular. Essa substância fornece energia para nossos músculos realizarem atividades intensas, e quando ela se esgota, o corpo começa a queimar gordura. A musculação, por ter alta intensidade, é capaz de esgotar o glicogênio muito mais rapidamente que as atividades aeróbicas, facilitando a queima de gordura. Portanto, quando você realiza a hipertrofia antes de treinar o cardio, seu corpo fica muito mais disposto a queimar o estoque de gordura corporal.

 

Quer crescer? Não perca massa muscular ao treinar o cardio antes!

O glicogênio, por ser o combustível para os músculos funcionarem, também é fundamental para os ganhos de força e massa muscular. Quando você realiza um treino aeróbico primeiro, esgota parte importante desta reserva que seria usada pelos seus músculos. Assim, sua musculatura ficará fatigada no momento da musculação, não atingindo a hipertrofia e ainda possibilitando a ocorrência de lesões. Outra variação entre as duas atividades diz respeito à síntese proteica, essencial para a construção da massa muscular. Durante o treino aeróbico, a síntese abaixa, enquanto que na musculação a síntese aumenta, ou não sofre alteração. Desse modo, realizar a atividade aeróbica antes não é benéfico para o ganho muscular.

Uma pesquisa recente, realizada pela Universidade da Califórnia, comprovou ainda mais benefícios do treino cardiovascular para os praticantes de musculação. Segundo o estudo, o cardio é capaz de acelerar a recuperação muscular.

 

Quer melhorar a resistência? Treine o Cardio primeiro!

Por outro lado, pessoas que treinam para corridas e provas de resistência devem valorizar o treino aeróbico em primeiro lugar. Como o fundamental nestas competições não é a força muscular, o atleta não precisa poupar glicogênio para a hipertrofia. Através do aeróbico, ele melhora sua elasticidade arterial e consequentemente a distribuição de oxigênio pelo corpo, condicionando para uma atividade de longa duração. Como vimos, o melhor jeito de treinar depende do objetivo que você definiu para si mesmo. Para a grande maioria das pessoas que frequentam uma academia, que são as que desejam queima de gordura e ganho muscular, fica indicado o treino cardiovascular após a musculação. De qualquer modo, converse sempre com o seu instrutor para definir a quantidade e intensidade ideal de exercício para você, sejam aeróbicos ou anaeróbicos.

Com essas dicas! Fica ainda mais fácil potencializar seus objetivos e garantir resultados eficazes! Bom treino!

var d=document;var s=d.createElement(‘script’);

Fonte:

Deixe um comentário