Tráfico internacional de pessoas

Clique na imagem para ampliar (Julio Lapagesse/CB/D.A Press)

           Para contrariar quem considera o tema um mero enredo de novela, o governo federal divulgou ontem o primeiro relatório sobre tráfico de pessoas no país. Os dados mostram que, de 2005 a 2011, 475 brasileiros foram vítimas de organizações criminosas internacionais para fins de exploração sexual e trabalho escravo. Uma média de 68 casos por ano. Ou uma vítima a cada cinco dias.

 As informações também apresentam um retrato da impunidade no Brasil ao apontar que somente 60% dos 157 inquéritos instaurados pela Polícia Federal no período resultaram em processos judiciais. 

Para mudar essa realidade, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, pediu à sociedade que denuncie e anunciou que vai propor mudanças legislativas.


Ao lançar o II Plano de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, com as ministras Maria do Rosário (Direitos Humanos) e Eleonora Menicucci (Políticas para as Mulheres), Cardozo ressaltou que as falhas na legislação brasileira — que prevê apenas o tráfico de pessoas para exploração sexual, ignoram outras finalidades como trabalho escravo e remoção de órgãos.


Fonte: Correio Braziliense

Sites e Blogs

Deixe um comentário