Torne-se gente!

Ninguém nasce gente. Nasce-se como um projeto para tornar-se gente, mas a maioria não se torna. Coisas, sobrenome, cor, origem, dinheiro, cargos, títulos, diplomas. Nada disso lhe faz gente, humano. Você só se torna gente quando entende que todos nós vivemos num regime de interdependência e vive em solidariedade.

Por que você se acha importante pelo sobrenome, cor, dinheiro, títulos, diplomas, cargos? Porque sem isso você não é nada. Então, precisa se escorar em valores ilusórios, materiais. Por que você é contra benefícios sociais para o pobre melhorar de vida? Porque você não presta. Quem só pensa em si, não presta; não é gente.

Eles são pobres materiais, e você é pobre espiritual. Mas você inventa desculpas para justificar sua posição medíocre. “A criança pobre, ignorada de hoje, é o marginal adulto que vai lhe assaltar amanhã”, ensina Joana de Ângelis, mentora espiritual de Divaldo Franco.

Após a morte, no Além, ninguém vai lhe perguntar o que você foi na Terra. Vão lhe perguntar o que você fez de bom para si e para o seu próximo. Você não nasceu por acaso. Nasceu por uma causa: Crescer e ajudar a crescer.

Com orgulho e egoísmo, você está na contramão da vida. Tem gente tão imprestável, que a única coisa que deixa na Terra é o cadáver para alimento dos vermes. E contra a sua vontade.

Tudo é questão de encantamento. Se você se encantar com o bem, se desenvolverá, tornar-se-á gente, e sentirá paz e alegria. Se for com o mal, cairá.

Deus não vem pessoalmente ajudar seus filhos. Ele os ajuda por meio dos seus filhos. Deus é amor. Ame, e estará com ele e sob a proteção Dele. “Se você não buscar Deus no verão de sua vida, Ele também não virá no inverno”.

Sofrimento desnecessário acontece a quem descumpre as Leis de Progresso e de Solidariedade. Assim, atrai a Lei do Carma, que cobra de cada um de acordo com suas obras. Não cobra pra você sofrer. Cobra pra você tornar-se gente.

Acorde, mendigo espiritual! Viver é nós: Todos se ajudando.

Deixe um comentário