Terra – Morada de pessoas inúteis

“Já conheci muitos mundos, mas nunca havia conhecido uma humanidade como a da Terra. O Mestre de vocês (Cristo) manda os melhores instrutores para educá-los, mas os ídolos de vocês são cantores, jogadores, atores de novelas. Parece que vocês gostam é de sofrer”.

Estas palavras lúcidas e elucidativas foram proferidas por um ET ao médium gaúcho Roger Bottini. Entretanto, há dois mil anos, Jesus falou de forma semelhante: “e quando fizeres tudo o que havia de ser feito, agradeçam por serem servos inúteis, por terem cumprido apenas com a obrigação”.

Jesus e o ET lembraram-nos da importância do aproveitamento da vida para o nosso crescimento, e da colaboração que devemos ter uns com os outros, sem a qual a máquina da vida não funciona.

É comum essas reflexões somente na hora da morte, quando o apito indica o fim da estrada; quando nada mais pode ser feito. Mas o que pedem de nós é uma vida de atitude, de postura de alunos e colaboradores. Deus não vem pessoalmente ajudar seus filhos; Deus ajuda seus filhos por meio dos seus filhos.

Todo Mestre que veio a este planeta recomendou-nos que procurássemos responder a três perguntas essenciais: De onde vim, para onde vou, e o que vim fazer aqui. Só assim, a vida pode ser vivida com consciência; deixa de ser vazia e fútil para uma vida de utilidade.

Não é sem razão que as religiões simbolizam esse início pelo batismo e, nas sociedades secretas, pelo ritual da iniciação. Agora, o aluno é uma nova criatura ou um neófito (nova planta), e será esclarecido para fortalecer-se em amor e sabedoria. A maior a parte desistirá, desperdiçando a oportunidade. Aos vencedores, a bem aventurança pelo dever cumprido.

Na hora da morte, o carrasco encarregado de degolar o Apóstolo Paulo vacilou e exclamou: “Tô com pena de você”. Paulo retrucou: “não tenha pena de mim. Tenha pena de você que vai continuar fazendo este trabalho imundo. Eu cumpri o meu dever e vou ao encontro do meu Senhor”.

O dever, que vai além da obrigação, é travesseiro para a noite, ensinou André Luis.} else {

Deixe um comentário