Técnico que espancava equipe olímpica renuncia ao cargo

Ryuji Sonoda foi acusado de agressão e assédio moral por quinze judocas

Treinador de judô japónês Ryuji Sonoda nos Jogos Olímpicos de Londres, 31 de julho, 2012

Métodos violentos: Ryuji Sonoda nos Jogos de Londres, no ano passado (Franck Fife/AFP)
A federação japonesa confirmou pelo menos cinco casos de agressão física entre agosto de 2010 e fevereiro de 2012
O treinador da seleção olímpica de judô do Japão, Ryuji Sonoda, pediu demissão nesta quinta-feira depois de ser acusado de assédio moral e agressões físicas por várias de suas atletas. De acordo com elas, Sonoda foi violento e agressivo na preparação da equipe para os Jogos Olímpicos de Londres, no ano passado. O técnico decidiu renunciar ao cargo porque avaliava que seria difícil continuar trabalhando com as atletas depois das acusações. Quinze judocas confirmaram as agressões, de acordo com a agência de notícias japonesa Kyodo. De acordo com uma carta divulgada pelas judocas, Sonoda xingava e dava tapas em suas comandadas. Algumas foram agredidas com varas de bambu. Sonoda também foi acusado de forçar quem estava lesionado a competir mesmo sem ter condições físicas ideais. 

O técnico, de 39 anos, não foi o único acusado – outros integrantes da comissão também foram envolvidos no caso. As atletas responsáveis pela denúncia não tiveram seus nomes divulgados. 

Fonte: Veja Online
Sites e Blogs

Deixe um comentário