Tambores e ritmos de Sergio Boré no Portfólio

Sergio Boré segue com plenitude os mais de 45 anos de uma consolidada carreira no Brasil e no exterior com seus Tambores Urbanos. Foto: Divulgação

Referência na percussão popular contemporânea e responsável pela sonoridade percussiva de alguns dos álbuns mais importantes da música brasileira nos anos 1980 e 1990, Sergio Boré segue com plenitude os mais de 45 anos de uma consolidada carreira no Brasil e no exterior com seus Tambores Urbanos, grupo musical criado por ele, no Rio de Janeiro, em 1982.

Boré criou ritmos para gigantes da música brasileira, gravou mais de 300 álbuns com diferentes artistas em várias partes do mundo e se tornou conhecido internacionalmente. Em sua apresentação no Portfólio Sala Brasília, traz o steel drums, tocado a dedos nus, e composições próprias, como “Eit’ abraço bom, viu!”, que dá nome a seu nono álbum com Tambores Urbanos, lançado no início deste ano.

“Batuqueiro viajante dos sons da natureza, sou músico que ama o intuitivo e a sutileza dos sons. Panela no fogo, mão no couro, pé na estrada… Busco horizontes onde não há fronteiras de tempo e espaço”, diz o artista.

Portfólio – O programa foi idealizado pelo músico Adriano Rocha e é realizado com o apoio cultural do Sindicato dos Bancários do DF. Para a seleção dos artistas, a curadoria leva em conta a sua situação econômica em consequência da covid-19, questões de gênero e raça, e que sejam apresentados trabalhos autorais.

Todos recebem cachê, mas o projeto também tem outro objetivo: entregar a cada participante um portfólio profissional com sua criação, estilo e personalidade artística. O programa vai ao ar aos domingos, às 20h, e é transmitido pelos canais do YouTube do Sindicato dos Bancários e do Portfólio Sala Brasília.

Sergio não só é um mestre do ritmo, mas também evoca todas as cores das vibrações do seu arsenal de instrumentos. Foto: Divulgação

O artista – Sergio Boré fez um longo caminho desde a sua cidade natal, Porto Alegre, através do mundo do som e do ritmo.

Viajando rumo ao norte desde os anos 1970, descobriu as complexas tradições rítmicas do Brasil. Criou ritmos para gigantes da música brasileira, gravou mais de 300 álbuns com diferentes artistas em várias partes do mundo e se tornou conhecido internacionalmente.

Autodidata, Sergio não só é um mestre do ritmo, mas também evoca todas as cores das vibrações do seu arsenal de instrumentos e, finalmente, adiciona sua voz. Seu grupo Tambores Urbanos é reconhecido no mundo afora. Em seu universo convivem os ritmos afroamericanos, a ambientação jazz-percussiva, a riqueza da cultura popular do Nordeste brasileiro e a variedade de combinações instrumentais.

Portfólio Sala Brasília
Data: 16/8, às 20h, com Sergio Boré
Canais: /bancariosbsb e Portfólio Sala Brasília
Contatos: Assessoria Sindicato dos Bancários (61) 3262-9090 e Comunicação Portfólio: (61) 98182-4555

Deixe um comentário