Sumiço de estudante no Peru será investigado como crime

Desaparecimento de Artur Paschoali completa dois meses nesta quinta-feira; família diz esperar há mais de 15 dias por assistência jurídica do Itamaraty

Jean-Philip Struck
Estudante Arthur Paschoali, 19 anos. O universitário de Brasília desapareceu, em Machu Picchu

Artur desapareceu em 21 de dezembro em Machu Picchu (Arquivo pessoal)
O desaparecimento do estudante brasiliense Artur Paschoali, de 19 anos, no Peru, passou a ser tratado como um caso criminal, direcionando a investigação para um possível sequestro ou até mesmo assassinato. O sumiço de Artur completa dois meses nesta quinta-feira. O rapaz estudava Artes Cênicas na Universidade Nacional de Brasília (UnB) e estava viajando e trabalhando no país vizinho. 
Segundo o irmão do estudante, o engenheiro Felipe Paschoali, as autoridades locais já vasculharam repetidas vezes toda a área em que o estudante foi visto pela última vez. “Eles já varreram a área demais e não acreditam mais que tenha sido um simples desaparecimento. Acham que ele pode ter sido vítima de alguém, que tenha sido ferido”, explicou Felipe. “Eles sempre trabalharam com essa hipótese, mas nos últimos dias ela ficou mais concreta.” 
Segundo o irmão de Artur, 45 agentes policiais de todo o país atuam no caso.
Fonte: Veja Online
Sites e Blogs

Deixe um comentário