Sou tímido, e aí?

introvertidos

Toda sociedade tende a valorizar um determinado padrão, seja ele físico, social ou de personalidade. O problema é que todos os que não se encaixam nesse perfil estabelecido se sentem inferiorizados socialmente e psicologicamente. A cada época, a sociedade seleciona perfis que fazem sentido para o seu tempo. Por exemplo, no mundo tecnológico de hoje, os antigos nerds e antissociais passam a ser ídolos das redes sociais. Da mesma forma, as mulheres com mais curvas antes veneradas e pintadas no período de Renascimento passam a ser as mesmas excluídas e desvalorizadas. Sociedades sempre ditam o que está na moda ou não, mas não se pode ditar moldes quando falamos de pessoas e personalidades humanas.

Assim acontece com a timidez. Percebo que muitos tímidos julgam essa característica como um problema. Isso acontece porque a sociedade de hoje valoriza a extroversão como a chave do sucesso. Porém, isso não é uma verdade. O sucesso está em ser o melhor dentro do que somos. E a timidez é simplesmente uma forma de ser, dentre outras tantas. O que deve ser avaliado é: no que ela atrapalha? E se ela de fato atrapalha? E se ela estiver atrapalhando a conquistar algo, essa dificuldade específica deve ser trabalhada. Não é preciso deixar de ser tímido para ter sucesso, mas é fundamental não deixar que a timidez seja um empecilho para a realização pessoal. Cada um tem seu papel num grupo e todos eles são valorizados.

Os tímidos têm um valor importante no mundo. Eles têm poder de observação diferenciado de qualquer indivíduo. Como não falam muito, viram mestres observadores. E se aprendem a falar na hora certa, o que falam certamente é um diferencial. Os tímidos também costumam ser pessoas sensíveis e cuidadosa, que zelam tanto pelas palavras porque sabem o poder que elas têm. Isso é a sabedoria que falta muitas vezes aos verborrágicos. Eles têm também a sensibilidade que falta para que o mundo possa ser melhor.

O tímido só precisa se trabalhar para que não deixe de alcançar suas realizações por excesso de zelo. Quando timidez é uma característica de personalidade, não é possível mudar, mas sim aceitar. Parar de ver isso como um problema. Toda personalidade tem seus pontos fortes e seus pontos fracos. E em todas elas precisamos valorizar e explorar o lado positivo e trabalhar o negativo para que não nos atrapalhe. Valorizar as diferenças, aceitá-las e ser quem somos é sempre o melhor caminho do sucesso.

 

 

(*) Psicóloga, neuropsicóloga, psicodramatista, terapeuta sexual, palestrante e especialista em Brainspotting e EMDR.

Fonte:

Deixe um comentário