Sindicato dos jornalistas promove debate sobre a liberdade de expressão

 

Na data que marca os 50 anos do Ato Institucional nº 5, o AI-5, no dia 13 de dezembro, pela ditadura civil-militar instalada no Brasil, o Sindicato dos Jornalistas do Distrito Federal promove o debate “Jornalistas, liberdade de expressão e o futuro do país”. Antes do evento, também ocorrerá uma assembleia da categoria para eleição da Comissão de Liberdade de Expressão do SJPDF.

O ano de 2018 foi marcado pelo aumento das ameaças a liberdade de expressão. O período eleitoral agravou a violência contra jornalistas, com mais de 140 casos registrados contra os profissionais, principalmente linchamentos virtuais. A situação é ainda mais preocupante para os próximos anos, já que o presidente eleito Jair Bolsonaro tem histórico de desrespeito aos profissionais da imprensa, representando um projeto autoritário para o país.

Preocupado com esse cenário, o Sindicato dos Jornalistas convoca toda a categoria para debater sobre os rumos da nossa profissão. O evento contará com a participação do jornalista José Torves, membro da direção executiva da Federação Nacional dos Jornalistas; Thiago Firbida, assessor da ONG Artigo 19 – que vem atuando nos casos de violência contra comunicadores; de Sylvio Costa, fundador do portal Congresso em Foco; Rafael Tatemoto, jornalista do jornal Brasil de Fato; Ana Izabel G. de Alecar, membro da Comissão Nacional de Direitos Humanos da OAB; e Alessandra Camarano, Presidente da Associação Brasileira de Advogados Trabalhistas (ABRAT).

O Sindicato também realizará assembleia para eleição dos integrantes da Comissão de Liberdade de Expressão do Sindicato. Serão 3 titulares e 3 suplentes da categoria para a Comissão que auxiliará a diretoria na defesa do exercício do jornalismo e da ampla liberdade de pensamento e expressão no DF.

O AI-5 foi instituído pelo general Costa e Silva no dia 13/12/1968 representando um endurecimento da ditadura civil-militar e ampliação da tortura de dissidentes políticos. O ato autorizou o então ditador poderes para fechar o Congresso Nacional, intervir em estados e municípios, cassar parlamentardes, suspender de direitos políticos e o instrumento de habeas-corpus. O AI-5 também ampliou a censura as redações de jornais e aumentou a perseguição de jornalistas.

O debate será no dia 13/12, às 20h, no auditório do SJPDF – Ed. City Officies – SIG Q. 2 Lt 420

 

Serviço:

Debate “Jornalistas, liberdade de expressão e o futuro do país – 50 anos do AI5”

Participação: Representantes da Fenaj, Artigo 19, Brasil de Fato e Congresso em Foco

Horário: 20h30

Confirmados:

– Thiago Firbida, assessor de proteção da ONG ARTIGO 19, onde trabalha com casos de violência contra comunicadores.

– José Carlos Torves, Jornalista e membro da Direção Executiva da Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ);

– Rafael Tatemoto, Correspondente do Brasil de Fato em Brasília, jornal censurado durante as eleição de 2018;

– Sylvio Costa, jornalista e fundador do site Congresso em Foco;

– Ana Izabel G. de Alecar, membro da Comissão Nacional de Direitos Humanos da OAB;

– Alessandra Camarano, Presidente da Associação Brasileira de Advogados Trabalhistas (ABRAT)

 

Assembleia para eleição da Comissão de Liberdade de Expressão do SJPDF

Horário: 20h

Local: Auditório “jornalista Clóvis Sena”

Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal

Edifício City Officies Jornalista Carolos Castello Branco – SIG Quadra 2 – Lote 420

Deixe um comentário