Sesc-DF promove PDV para enxugar despesas

O Conselho Regional do Serviço Social do Comércio (Sesc-DF) se reúne às 11h de quinta-feira (3) para aprovar novas medidas do Plano de Demissão Voluntária (PDV) da entidade.

Aldemir Santana considera necessária a renovação dos quadros das entidades.

A convocação foi feita sábado (29) à noite pelo presidente da Federação do Comércio (Fecomércio – DF) , Adelmir Santana, que passa o revèllion no Rio de Janeiro. “Precisamos renovar os quadros das entidades e pagar salários de acordo com a realidade do mercado “, disse Adelmir ao Brasília Capital, referindo-se também a mudanças que pretende fazer no Senac-DF.

Duas alterações importantes serão anunciadas por Santana na quinta-feira: José Roberto Sfair Macedo deixa a diretoria do Sesc e assume o lugar do professor Luís Otávio da Justa Neves no Senac. Este se aposentará.
De acordo com as regras do PDV do Sesc, Macedo terá direito a todas as indenizações previstas na CLT , mais seis salários e cobertura de plano de saúde por mais seis anos. Os mesmos benefícios serão concedidos a Luís Otávio Neves.


Macedo terá direito a todas as indenizações previstas na CLT . Atualmente ele recebe R$ 60 mil por mês

Adelmir Santana recontratará Macedo para comandar o Senac recebendo R$ 23 mil mensais, o que corresponde a um terço do que ele recebe no Sesc. Para substituí-lo no Sesc, o presidente da Fecomércio promoverá um servidor jovem da própria entidade, cujo nome preferiu não adiantar para a reportagem.

Diante de boatos que correm nas redes sociais, Santana afirmou que Macedo não receberá uma indenização de R$ 5 milhões, e que este é o valor de que o Sesc dispõe para todo o seu PDV no início de 2019, que deve atingir cerca de dez a quinze funcionários antigos.

Deixe um comentário