Servidores da Secretaria da Saúde do Distrito Federal encerram greve

df_bra_grev_hosp15102015_256

Servidores da Secretaria de Saúde do Distrito Federal (DF) decidiram nesta quinta-feira (29) encerrar a greve, após o governo do Distrito Federal informar que iria cortar o ponto dos trabalhadores grevistas.

Segundo Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Brasília (SindSaúde), os profissionais que têm ensino superior voltam ao trabalho ainda hoje. Técnicos administrativos, técnicos auxiliares, biomédicos, terapeutas e bioquímicos, entre outros, voltam a partir a manhã, conforme escala.

De acordo com o SindSaúde, a paralisação foi encerrada, mas os trabalhadores permanecem em “alerta de greve”, podendo voltar com a greve se acharem necessário.

A categoria estava parada desde 8 de outubro. O Tribunal de Justiça do Distrito Federal considerou a greve como ilegal, determinou o retorno imediato dos servidores, que ficaram sujeitos a multa diária de R$ 300 mil, caso descumprissem a ordem.

Na quarta-feira (28), os enfermeiros decidiram, em assembleia, voltar ao trabalho. O Sindicato dos Médicos do Distrito Federal informou que a categoria permanece paralisada. A continuidade do movimento foi decidida ontem em assembleia.

Os servidores do GDF entram em greve após o governo anunciar, em setembro, uma série de medidas para para reverter um déficit de R$ 5,2 bilhões no Orçamento. Dentre elas, cancelou a parcela de reajuste dos servidores previstas para este ano. Semana passada, o governo local informou que voltaria a pagar o aumento das 32 categorias em 1º de outubro de 2016. Os reajustes foram autorizados em 2013, na gestão do ex-governador Agnelo Queiroz.


Leia mais:


População aposta na força da união para reconstruir a comunidade de Santa Luzia


928 famílias recebem chaves da casa própria


Servidora compõe música contra o GDF


 

Fonte: ,

Deixe um comentário