Sérgio Moro retira privilégios de Lula na prisão

No documento apresentado pelo juiz federal Sérgio Moro nesta segunda-feira (9), que iniciou a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de maneira efetiva, uma série de regalias são proibidas.

O juiz determinou que não haverá nenhum privilégio nas visitas a Lula. Ele teria recebido visitas de seus advogados no domingo, um dia após se entregar. Pelas regras do cárcere da Polícia Federal (PF), isso não é permitido.

– Nenhum outro privilégio foi concedido, inclusive sem privilégios quanto a visitações, aplicando-se o regime geral de visitas da carceragem da PF. Também não se justificando novos privilégios em relação aos demais condenados – declara o documento.

O juiz defende que Lula deve seguir as mesmas regras atribuídas a outros para “não inviabilizar o adequado funcionamento da repartição pública”.

Deixe um comentário