Senador do PMDB manda no PT-DF

Hélio José manda no PT

Indicado pelo PT para a primeira suplência de Rodrigo Rollemberg (PSB) em 2010, e titular do mandato desde 2015, quando o socialista se assumiu o Palácio do Buriti, o senador Hélio José, hoje filiado ao PMDB, ainda exerce forte influência sobre o diretório regional de seu ex-partido.

Zonais e delegados

A constatação foi feita por antigos correligionários que se organizam para disputar as eleições internas da legenda. O prazo para registro de candidaturas para os diretórios zonais e para as 300 vagas de delegados encerra-se no próximo dia 30. O pleito ocorrerá em março.

Eleitores fiéis

A expectativa é de que pelo menos 9 mil petistas compareçam às urnas. Porém, os pré-candidatos têm encontrado, entre os 45 mil filiados, muitos eleitores que ainda seguem a orientação política do peemedebista.           

Força interna

Da Nova Zelândia, em trânsito para Sidnei, capital da Austrália, o parlamentar confirmou ao Brasília Capital que, mesmo sem mandato, sempre teve mais força dentro do PT do que antigos correligionários mais influentes externamente. Citou, entre outros, o deputado distrital Chico Vigilante e a ex-vice-governadora Arlete Sampaio.

Beija-mão

Pelo menos dois concorrentes às eleições do PT dizem  conhecer correligionários que teriam procurado apoio de Hélio José. O senador nega, e diz desconhecer que alguns assessores de seu gabinete ainda sejam filiados ao PT.

Chefe de gabinete

Hélio José confirma que sua esposa, Edyr Gonçalves, solicitou a desfiliação do PT. Mas não sabe se o processo foi concluído. Já o chefe de gabinete do senador, Rosano Jeferson, e o ex-assessor Hugo Nascimento, são fundadores do PT-DF junto com o senador. “Todos continuamos tendo bons amigos petistas”, afirma.

Sementes daninhas

Compadre e hoje maior desafeto de Hélio José, o distrital Chico Vigilante defende a expulsão de qualquer petista que se diga aliado do peemedebista. “Essa melancia só produz sementes daninhas”, diz. É uma alusão ao apelido de Senador Melancia atribuído a Hélio José desde que foi gravado, no ano passado, afirmando ter poder de indicar até uma dessas frutas para a Secretaria de Patrimônio da União (SPU).

Unidade petista

Chico Vigilante defende a união dos petistas em chapa única. Ele apóia o ex-presidente da zonal do Plano Piloto, José Luís. Mas admite que o ex-presidente regional, Vilmar Lacerda, e o ex-administrador do Cruzeiro e de Taguatinga, Antônio Sabino, estão no páreo.

Votos de sucesso

Mesmo estando fora da legenda, Hélio José diz torcer para que o PT reencontre sua história em defesa dos trabalhadores. “A turma do bem sempre terá o meu apoio”, afirma o parlamentar, que nos últimos dois anos já esteve filiado ao PSD, ao PMB e por último ao PMDB.

Movimentos sociais

A influência do peemedebista, que dentro do PT era considerado “um trator” nos métodos que usava para conquistar aliados, ainda é percebida nas zonais de Taguatinga, Ceilândia, Águas Claras, Paranoá e São Sebastião. Sua atuação mais forte é junto aos movimentos sociais ligados à questão da habitação.

Lula agrega

A falta de consenso para o comando do PT-DF não se repete quando os petistas locais são concitados a falar sobre o nome preferido para a presidência nacional da legenda. Chico Vigilante, Antônio Sabino e Vilmar Lacerda fecham com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

}

Fonte:

Deixe um comentário