Senado argentino aprova acordo com Irã para apurar ataque de 1994

Cristina Kirchner

A presidente argentina, Cristina Kirchner (Reuters)
O Senado da Argentina aprovou na quinta-feira um acordo com o Irã para criar uma “comissão da verdade” internacional que investigará o atentado de 1994 ao centro judaico Associação Mutual Israelita Argentina (Amia), em Buenos Aires, que deixou 85 mortos e 300 feridos. Os dois governos chegaram a um acordo no mês passado sobre como lidar com o tema, mas ele foi amplamente rejeitado por grupos judaicos na Argentina e no exterior. Enquanto o Irã nega qualquer ligação com o atentado, autoridades judiciais argentinas acusam funcionários do governo iraniano de envolvimento.
Em 2007, as autoridades judiciais argentinas obtiveram mandados de prisão da Interpol para cinco iranianos, incluindo o ministro da Defesa, Ahmad Vahidi, e um cidadão libanês por acusações de eles terem ajudado a planejar o ataque ao centro judaico Amia. Porém, o Irã recusou-se a entregar os acusados. Mesmo assim, os senadores argentinos votaram por 39 a 31 para aprovar o acordo, com a maioria da oposição ao governo contando contra. 
Fonte: Veja Online
Sites e Blogs

Deixe um comentário