Seleção terá poucas mudanças para o próximo jogo

O empate com a Inglaterra neste domingo (2) deixou satisfeito o técnico da seleção brasileira, Luiz Felipe Scolari, que pretende fazer poucas modificações na equipe para os próximos jogos. Ele destacou que gostou do que viu no primeiro tempo, mas criticou o desempenho do time na segunda etapa. “No primeiro tempo nós tivemos uma colocação em campo excelente. No segundo, tivemos uma colocação que eu não quero e não gosto. Ficou uma equipe muito aberta, dando boa disponibilidade aos adversários para dominar, jogar e fazer os gols”, disse, durante coletiva de imprensa, após a partida em que empatou em 2×2 com a Inglaterra.

Segundo ele, a equipe que enfrentará a França, em amistoso no próximo domingo (9), em Porto Alegre, será basicamente a mesma que jogou contra os ingleses, apenas poupando jogadores que estão muito cansados ou com problemas de lesão. “A equipe que deverá iniciar o jogo em Porto Alegre será 90% esta que começou o jogo de hoje ou até 100%, dependendo dos treinamentos.”

Felipão elogiou o novo Estádio Jornalista Mário Filho, o Maracanã, que passou por uma reforma de quase R$ 1 bilhão. “Na área técnica, que inclui campo, vestiários e tudo o mais, espetacular. Muito bom mesmo. Ótimo para se jogar futebol. O entorno eu não posso opinar, porque não participei, não vi, não tem como emitir alguma opinião.”

O técnico também demonstrou satisfação com o comportamento da torcida. “A presença do público foi espetacular. Naturalmente esperavam que a equipe vencesse, queriam gols, vitória, mas nós sabemos o quanto é difícil enfrentar uma Inglaterra que tem jogadores com grande experiência e que está formada. Nós fomos fazer um treino para montar nossa equipe no sábado. A partir de agora, a evolução vai acontecer no decorrer dos treinos e dos jogos.”

O vice-governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, também fez um balanço positivo do Maracanã e disse acreditar que o novo concessionário deverá desenvolver uma política de ingressos populares para o estádio, a fim de manter um bom público nos jogos futuros. “Tenho certeza de que o povo vai poder assistir [aos jogos], que a concessionária vai ter ingressos populares, para ter o estádio cheio. Ninguém vai botar preços absurdos. Tenho certeza de que o Maracanã vai continuar a ser o estádio no mundo com a maior taxa de ocupação, com mais de 120 eventos por ano. É claro que existe hoje uma qualidade e o esporte demanda que os clubes tenham uma boa arrecadação. Todos reclamavam que os campos no Brasil eram muito ruins e agora a gente tem 12 arenas extraordinárias no país”, disse Pezão, em entrevista à imprensa após a partida.

Fonte:

Deixe um comentário