Saudade é ignorância

Saudade que causa sofrimento é ignorância, porque não se trata de sentimento, trata-se de inconformaçãoou revolta com o que você não pode dispor no momento. E só acontece porque você mantém-se alimentando a ideia, falando, escrevendo, frequentando os mesmos lugares, mantendo objetos, redes sociais, telefones, ou lamentando.

Para superar a saudade, primeiramente é preciso determinar-se, livrando-se de objetos e de tudo que traz lembranças, e mudar o pensamento quando ela vier. É difícil no início, mas depois fica natural e você verá que gradualmente vai enfraquecendo até desaparecer ou ficar apenas uma lembrança que não lhe afeta mais. 

A saudade, se alimentada, adoece e pode fazer a pessoa perder a vontade de viver. Fim de relacionamentos ou perdas são oportunidades para viajar, divertir-se, buscar os velhos amigos e amigas, executar projetos e até sonhos que não se pôde realizar antes.

Não há saudade, paixão ou mágoa sem alimentação do pensamento. Parando de alimentá-lo, elas enfraquecem e morrem. Não concorde e nem discorde; experimente, mudando o pensamento quando esses sentimentos vierem.

Você pode perguntar se não sinto saudade. Sinto, mas quando sinto, telefono ou, se possível, procuro a pessoa. Se morreu, mudo o pensamento porque não posso contar mais com a pessoa no presente.

Há também a pior delas: a saudade por macho ou fêmea que lhe esnobou, desapareceu e você se vitimiza, se culpa, e sonha com uma chance. Crie vergonha na cara, valorize-se. Ame-se!

Não obstante, há um outro tipo de saudade: a de uma mãe por um filho ou de um filho pela mãe que partiu. Mas, uma coisa é a saudade e, outra, muito diferente, é a inconformação ou a revolta. É a revolta ou inconformaçãoque mantém a ideia fixa. 

Não se trata apenas de esquecer. É não deixar que se torne doentio. Adoecendo, a pessoa perde a vontade de viver. Muito bem faz quem transforma saudade em ação benemérita para ajudar os outros em nome de quem partiu, como fez a mãe de Cazuza, criando a “Sociedade Viva Cazuza”. Esta ação, oração e os pensamentos de gratidão dos beneficiados ajudam, e muito, a alma do falecido no Além.

Deixe um comentário