Rollemberg espera o PDT na próxima semana

Rodrigo Rollemberg. Foto: Júlio Pontes

O governador Rodrigo Rollemberg (PSB) acredita que fechará a aliança com o PDT na próxima semana. “As conversas estão esquentando”, disse ao Brasília Capital. Ele comemora a decisão da Rede Sustentabilidade de se coligar ao PSB para apoiar sua reeleição – o anúncio oficial ocorrerá na manhã desta quarta-feira (25) – e a confirmação do acordo com o Partido Verde, cujo presidente local, Eduardo Brandão, deve sair como vice em sua chapa.

A Rede lançará a candidatura do deputado distrital Chico Leite ao Senado. Caso o PDT venha a compor a coligação, a tendência é de que o presidente da Câmara Legislativa, Joe Valle, fique com a outra vaga. Assim, a ex-secretária de Planejamento e Gestão, Leany Lemos (PSB), seria deslocada para disputar uma cadeira de deputada federal ou distrital. Ou mesmo ficar com a suplência de um dos dois senadores.

Mas uma ala do PDT do Distrito Federal ainda resiste. Os três representantes da sigla na Câmara Legislativa se dizem oposição a Rollemberg. O recém-filiado Cláudio Abrantes critica o governador por não ter concedido a paridade salarial da Polícia Civil do DF com a Federal. Ele é da carreira de agente da Polícia Civil. Joe e Reginaldo Veras reclamam que o governador não cumpriu acordos firmados com o partido na campanha de 2014.

Entretanto, o presidente nacional do PDT, Carlos Luppi, pode intervir no diretório do DF. Esta seria uma das condições para os socialistas aderirem à campanha do presidenciável Ciro Gomes. O presidente local, Georges Michel, embora concorde com os argumentos dos correligionários brasilienses, entende que o acordo nacional terá maior peso. “É normal este tipo de decisão de cima para baixo em todos os partidos políticos”, alega.

Fonte:

Deixe um comentário