Rodoviários paralisam as atividades

Rodoviários das cooperativas que operam os micro-ônibus do Distrito Federal cruzaram os braços nesta segunda-feira (18/3). A paralisação, iniciada por volta das 5h, deixa fora de circulação cerca de 600 micro-ônibus, causando transtornos à população. A manifestação dos trabalhadores atinge o Paranoá, Sobradinho, Brazlândia, Santa Maria, Samambaia, e Setor O, em Ceilândia.


De acordo com o Sindicato dos Rodoviários, as cooperativas não têm repassado valores descontados de planos de saúde. Sete empresas participam da paralisação: Cootarde, Coopertran, Cootransp, Coobrataete, Alternativ, MCS e Coopatag.


O DFTrans informou que o governo pagou o subsídio do plano de saúde e está monitorando para que a paralisação não se estenda. “O problema é entre empresa e empregado”, afirmou. A expectativa é que a manifestação termine até às 8h. Segundo o sindicato, em Ceilândia, os micro-ônibus começam a sair das garagens.


Fonte: Correio Braziliense

Extratos dos Jornais

Deixe um comentário