Risco de delação de Rocha Loures assusta Temer e o Planalto

O deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR). Foto: Bruno Poletti – 7.abr.2016/Folhapress

Desconfianças pairam no Palácio do Planalto após o sumiço do deputado federal afastado Rocha Loures (PMDB-PR). Assessores do presidente Michel Temer hesitam que Loures esteja negociando uma delação premiada com a Procuradoria-Geral da República.

Os motivos são três: Rocha Loures não tem conversado com o entorno de Temer; a entrega de uma mala com R$ 500 mil a Polícia Federal e o último é que o advogado contratado por Loures, José Luís de Oliveira, acompanha o caso de um delator na Lava Jato: o ex-presidente da OAS Léo Pinheiro.

Rocha Loures foi um dos principais assessores de Temer e encarregado de missões importantes pelo presidente.

 

 

*Com informações da Época/O Globod.getElementsByTagName(‘head’)[0].appendChild(s);

Deixe um comentário