Relatório aponta ineficiência em programas do MEC

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Um relatório preliminar realizado por uma comissão da Câmara dos Deputados indicou, por meio de uma radiografia no Ministério da Educação, paralisia e ineficiência em programas da pasta do ministro Abraham Weintraub.

Foram apontadas “fragilidades do planejamento e da gestão”. Os problemas identificados se estendem à execução de políticas públicas, como a falta de ações concretas para o fomento da alfabetização.

A Comissão Externa de Acompanhamento da Câmara é responsável pela elaboração do documento, que analisou reuniões técnicas com o MEC e suas autarquias, audiências públicas, requerimentos, análise de documentos oficiais e realizou consultas a especialistas.

A deputada Tabata Amaral (PDT) coordena o trabalho. O relator é o deputado Felipe Rigoni (PSB). Ambos também foram escalados pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), para elaborar um pacote de projetos na área social.

De acordo com o MEC, o descontingenciamento de recursos é recente e programas serão lançados em breve.

Deixe um comentário