Rede hoteleira do DF discute aumento de taxas

Setor Hoteleiro Norte: empresas adotam a cultura do mercado, quanto maior a demanda mais altos são os preços (Gustavo Moreno/CB/D.A Press)
Setor Hoteleiro Norte: empresas adotam a cultura do mercado, quanto maior a demanda mais altos são os preços

Empresários do ramo hoteleiro do Distrito Federal reagiram à divulgação de dados preliminares de uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) sobre os preços de diárias durante a Copa das Confederações, em julho. De acordo com o levantamento, o reajuste na capital do país para o período será o maior entre as seis cidades sedes, com alta de 79,1% na comparação com a tabela de três meses antes. O valor médio cobrado para dois adultos por um dia de hospedagem alcançou R$ 455, o mais alto encontrado, superando inclusive o do Rio de Janeiro.

Até sexta-feira, a Embratur deve se reunir com representantes do setor para apresentar a íntegra da pesquisa e ouvi-los sobre os aumentos. Donos de hotéis também têm reunião marcada esta semana no Ministério do Turismo e, na ocasião, o assunto deve vir à tona. Desde o episódio da Rio+20, quando delegações internacionais chegaram a cancelar a participação no evento por conta dos preços das diárias na capital fluminense, o governo diz ter intensificado o monitoramento das tabelas, a fim de evitar reajustes considerados abusivos.


Fonte: Correio Braziliense

Extratos dos Jornais

Deixe um comentário