Psol vai processar quem difundiu fake news sobre Jean Wyllys

O departamento jurídico do Psol Nacional está abarrotado de serviço. O partido decidiu processar todos aqueles que difundiram fake news nas redes sociais associando o deputado Jean Wyllys (RJ) ao esfaqueamento do presidente Jair Bolsonaro (PSL), ano passado, em Juiz de Fora.

O Psol já recebeu mais de 4 mil denúncias de fake news, consideradas ofensas e crimes contra a honra do parlamentar. São postagens, vídeos, comentários compartilhados em redes sociais e conteúdos publicados em blogs e vlogs. Tudo está sendo classificado como calúnia, injúria e difamação.

Nas denuncias enviadas ao partido pelo endereço eletrônico [email protected] tem muita gente de Brasília, inclusive blogueiros que não verificam a veracidade das informações e saem publicando e compartilhando o que ouviram dizer.

A iniciativa do Psol pode fazer doer o bolso. Por isso, responsabilidade nas redes sociais é a palavra de ordem.

Deixe um comentário