PSB terá comitê de avaliação

Rodrigo Rollemberg defende que o PSB crie um “comitê de avaliação de candidaturas” para as eleições de 2022. Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Rodrigo Rollemberg defende que o PSB crie um “comitê de avaliação de candidaturas” para as eleições de 2022. Fundador do partido, o ex-governador quer evitar episódios como o do deputado José Gomes, que deve perder o mandato por compra de votos no pleito de 2018.

Aventureiro – Rollemberg classifica Gomes como “aventureiro” que defende interesses privados. E acha que foi um erro o PSB aceitar sua filiação. “Acreditávamos que ele teria uma votação que ajudasse o quociente eleitoral, mas não que ficasse com o mandato”, admite.

TRE-DF suspende diplomação de Luzia de Paula após recurso da defesa de José  Gomes - Agenda Capital
Rollemberg torce pelo afastamento definitivo de Gomes e pela posse da suplente Luzia de Paula. Foto: Divulgação

Luzia de Paula – Agora, o ex-chefe do Buriti torce pelo afastamento definitivo de Gomes e pela posse da suplente Luzia de Paula. “Ela, sim, é da nossa turma. Uma pessoa do bem, que desenvolve um trabalho maravilhoso em suas quatro creches em Ceilândia”.

Recontagem – Rollemberg não tem dúvida de que a vaga de Gomes continuará com o PSB, mesmo após a recontagem dos votos determinada pelo presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-DF), Humberto Ulhôa, que na quarta-feira (14) suspendeu a posse de Luzia de Paula.

Garantido – Nas contas do ex-governador, a anulação dos votos 16 mil votos de José Gomes não tirará do PSB a primeira e a segunda vagas da coligação, pois a legenda ainda continuará com 107 mil votos válidos para distrital.

Recurso – Mas o advogado de José Gomes, Cleber Lopes, recorreu ao Supremo, após ter o recurso negado no TSE pelo ministro Edson Fachin. “É apenas para ganhar tempo”, conclui Rollemberg.

Deixe um comentário