Projeto musical gratuito reúne deficientes

Jovens com algum tipo de deficiência integram o programa Grupo de Choro Roda Viva: parceria entre o Icep Brasil e o Clube do Choro (Janine Moraes/CB/D.A Press)
Jovens com algum tipo de deficiência integram o programa Grupo de Choro Roda Viva: parceria entre o Icep Brasil e o Clube do Choro

Pandeiro, bandolim, cavaco, violão e flauta serão companheiros de pessoas com deficiência física ou intelectual, graças ao projeto Grupo de Choro Roda Viva, do Instituto Cultural, Educacional e Profissionalizante de Pessoas com Deficiência do Brasil (Icep Brasil) em parceria com o Clube do Choro de Brasília. São 100 vagas e a expectativa é formar grupos profissionais de choro. Mas a maior vontade dos alunos, além de tocar, é fazer novos amigos.

Mesmo sem trocar muitas palavras com os colegas, Thiers dos Santos, 26 anos, sabe tocar com destreza o saxofone e o violão. Ele tem autismo e demonstra talento para a música desde criança. “Quando era pequeno, nós passávamos na frente de uma loja de móveis usados e ele sempre via um violão na vitrine e me pedia. Quando eu cheguei em casa com o instrumento, esse menino não acreditou e começou a tocar sozinho. Na primeira vez em que pegou o violão, tocou Galileu da Galileia”, orgulha-se a mãe, Lélia Maria França dos Santos, 55. 



Fonte: Correio Braziliense

Extratos dos Jornais

Deixe um comentário