Prisões por embriaguez ao volante aumentam 264%

Balanço da Secretaria de Segurança Pública divulgado na segunda-feira (7) revelou que, de janeiro a agosto deste ano, 1.365 condutores foram flagrados dirigindo sob a influência de álcool, o que corresponde a aumento de 264%, em comparação ao mesmo período de 2012, quando foram autuados 375 motoristas.
“Com as operações feitas pelo Detran, as mortes nas vias do DF caíram de 277 nos primeiros oito meses do ano de 2012, para 244 neste ano”, contabilizou o coordenador de Trânsito da Área Metropolitana, da autarquia, Luiz Souto.
Segundo ele, um fator importante para o aumento das autuações foi o enrijecimento da Lei Seca N⁰1.2760/2012, que permitiu a punição dos condutores embriagados, mesmo quando se recusam a soprar o bafômetro.
Além disso, Souto destacou que a fiscalização foi intensificada em todas as 31 regiões administrativas, que recebem operações semanalmente.
Entre as cidades com o maior número de condutores flagrados sob a influência de álcool estão Ceilândia, com 267 casos (19,6%); Brasília, com 131 casos (9,6%); e Planaltina com 114 casos (8,4%).
As principais operações promovidas foram “Último Gole”, “Ressaca” e “Fúnil”, que contam com o apoio das polícias Militar e Civil, do Corpo de Bombeiros e do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-DF), Departamento de Polícia Rodoviária Federal (DPRF) e Ministério da Justiça.
MELHORIAS – Em 2013, para aprimorar a atuação nas ruas, o GDF nomeou 214 novos agentes de trânsito aprovados em concurso público e, além disso, autorizou a realização de 16 mil horas extra aos servidores para que eles fortalecessem a fiscalização, principalmente, durante grandes eventos.
Outra vantagem foi a aquisição de quatro guinchos, um caminhão, 50 viaturas 0km e talonários eletrônicos – sistema informatizado para substituição do “bloquinho” e da caneta – que permite verificar a situação do condutor, do veículo e da documentação.

Fonte:

Deixe um comentário