Presidente do PSL é alvo de operação da PF

Foto: Agência Câmara

Polícia Federal deflagrou nesta manhã 15/10 a Operação Guinhol, que visa cumprir nove mandados de busca e apreensão em endereços ligados ao deputado federal Luciano Bivar, presidente do PSL, em investigação sobre suposto esquema de candidaturas de laranjas.

Os mandados foram expedidos pelo Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco a pedido da polícia e do Ministério Público, e visam esclarecer se o emprego de candidaturas de mulheres no partido foi usado com único intuito de burlar os termos do Fundo Partidário, tendo em vista que ao menos 30% dos valores do Fundo deveriam ser empregados na campanha das candidatas do sexo feminino. A polícia investiga indícios de que tais valores foram aplicados de forma fictícia objetivando o seu desvio para livre aplicação de seus gestores.

A casa de Luciano Bivar e a sede do partido estão entre os alvos. Os outros endereços são os das candidatas Maria de Lourdes Paixão, Érika Santos e Mariana Nunes, duas gráficas, Itapissu e Vidal e os endereços de seus representantes.

A defesa do presidente do PSL se manifestou por meio de nota, onde classificou o mandado de busca e apreensão como fora de contexto.

Deixe um comentário