PR garante que Arruda mantém direitos políticos

A assessoria do Partido da República (PR) do Distrito Federal divulgou nota na terça-feira (18) negando que o ex-governador José Roberto Arruda tenha perdido os direitos políticos em razão da sentença proferida pela 1ª Vara da Fazenda Pública do DF acerca da licitação para realização do jogo entre as seleções de Brasil e Portugal, em 2009, na inauguração do estádio Bezerrão, no Gama.

O partido assegura que a defesa de Arruda recorrerá às instâncias superiores “para restabelecer a justiça”. Segundo a nota, “a mesma sentença que diz que o governante errou ao fazer a dispensa de licitação, inocentou a empresa realizadora do evento, por reconhecer que ela tinha a exclusividade das duas seleções naquela data”.

Sendo assim, o partido questiona: “ora, como licitar um evento da seleção brasileira que só tem uma, e cujos direitos exclusivos estão reconhecidos na sentença?”. Diante disso, encerra o PR, “a decisão da primeira instância será combatida com o devido recurso judicial e, por isso, Arruda está na plenitude de todos os seus direitos políticos”.

Da Redação

Deixe um comentário