Por falta de seringa, posto de Águas Claras suspende vacinação

O posto de vacinação fica em frente ao colégio Sigma. Foto: Tony Winston/Agência Brasília

Inaugurado há apenas seis meses, o posto de vacinação de Águas Claras já sofre com as mazelas que assolam o serviço público de saúde do Distrito Federal. Nesta quarta-feira (31), a vacinação está suspensa por falta de seringa.

Material básico para um posto de vacinação, as seringas estão em falta, segundo os funcionários, desde ontem (terça, 30), no final do dia. O servidor público Gabriel Correia, que foi ao local por volta das 11h desta quarta, saiu sem a imunização contra febre amarela.

O servidor, que vai passar o carnaval em área de risco em Minas Gerais, tentou tomar a vacina contra a febre amarela, mas foi aconselhado a procurar o posto amanhã (1º). “Dá pena ver um posto recém inaugurado, mas sem o mínimo de material para funcionar”, lamenta.

O posto foi inaugurado em agosto com a presença do governador Rodrigo Rollemberg. “É um posto singelo, mas que trará um enorme resultado na saúde pública”, disse o governador à época. A unidade funciona com três enfermeiros e três técnicos de enfermagem.

Procurada a secretaria de saúde, nega as informações. “A informação não procede. Não há falta de seringas na unidade e nem na SES/DF. Essas seringas são encaminhadas pelo Ministério da Saúde juntamente com as vacinas”.

Em outros postos da região, como em Taguatinga e Vicente Pires, os funcionários disseram que as vacinas estão disponíveis normalmente.

Fonte:

Deixe um comentário