População pode fiscalizar vacinação contra covid-19

Presidente do Tribunal de Contas do Distrito Federal, Paulo Tadeu.

A partir desta terça-feira (4), a população poderá acompanhar, detalhadamente, as estatísticas da vacinação contra a covid-19 em Brasília pelo Módulo de Acompanhamento da Vacinação que será lançado pelo Tribunal de Contas do Distrito Federal. A ferramenta está disponível no hotsite Fiscaliza Covid, que reúne todas as ações de fiscalização do TCDF e as informações sobre gastos distritais para enfrentamento à pandemia e que está disponível no site.

As informações vão desde a quantidade de pessoas vacinadas a detalhes como a origem do paciente e a marca da vacina utilizada. É possível saber a quantidade de pessoas imunizadas no DF de acordo com critérios como como faixa etária; comorbidades; pessoas com deficiência; pessoas de 60 anos ou mais institucionalizadas; pessoas em situação de rua; população privada de liberdade; povos e comunidades tradicionais e povos indígenas.

Também está à disposição dados sobre a quantidade de profissionais da linha de frente já vacinados, de acordo com a categoria: trabalhadores da Saúde e da Educação; integrantes das Forças Armadas e das Forças de Segurança e Salvamento; funcionários do sistema de privação de liberdade; trabalhadores industriais e portuários. O painel traz os dados sobre a primeira e a segunda doses desses grupos prioritários.

A ferramenta ainda disponibiliza informações sobre a quantidade de doses por unidade de saúde e os números de aplicação das vacinas da AstraZeneca; da Coronavac; e da Pfizer. O TCDF ainda mostra os dados dos pacientes vacinados no DF por estado de origem e a quantidade de estrangeiros imunizados em postos de vacinação distritais.

O Fiscaliza Covid, site desenvolvido pelo TCDF, reúne 100 processos relacionados a ações emergenciais do GDF relacionadas à pandemia.

Fiscaliza Covid – O hotsite Fiscaliza Covid, desenvolvido pelo TCDF e lançado em fevereiro, reúne 100 processos relacionados a compras, contratações de serviços, hospitais de campanha e outras ações emergenciais do GDF relacionadas à pandemia.

“Acreditamos que estimular e promover a transparência no gerenciamento dos recursos públicos, divulgar as fiscalizações empreendidas e apresentar as informações em linguagem acessível para simplificar o entendimento do cidadão sobre os dados fornecidos são ações essenciais no exercício da missão constitucional do Tribunal de Contas do DF”, afirmou o presidente da Corte, Paulo Tadeu.

Deixe um comentário