Polícia Federal deflagra 41ª operação para investigar fraudes financeiras na Petrobras

A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira (26) a 41ª Operação da Lava Jato. Denominada Poço Seco, a ação investiga operações financeiras realizadas a partir da aquisição da Petrobras  de direitos de exploração de petróleo em Benin, no oeste da África. O principal objetivo dos investigados era disponibilizar recursos para o pagamento de vantagens indevidas a um ex-gerente da área de negócios internacionais da empresa.

Oito  mandados de busca e apreensão, um mandado de prisão preventiva, um mandado de prisão temporária e três mandados de condução coercitiva foram cumpridos nos estados do Distrito Federal, Rio de Janeiro e São Paulo. Os presos responderão pela prática dos crimes de corrupção, fraude em licitações, evasão de dívidas e lavagem de dinheiro e serão conduzidos para a Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba.

O nome da fase, Poço Seco, é uma referência aos resultados negativos do investimento realizado pela Petrobras na aquisição de direitos de exploração de poços de petróleo em Benin/África.