Polícia desarticula quadrilha especializada

A Polícia Federal desarticulou nesta terça-feira (22/1) em Brasília (DF), Belo Horizonte (MG), Parauapebas (PA) e São Luiz (MA) uma quadrilha que tinha como alvo servidores federais aposentados. Os estelionatários se apresentavam como funcionários do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), desembargadores, juízes, procuradores e advogados para solicitar às vítimas depósitos de determinadas quantias. Ao todo, sete pessoas foram presas – duas em Brasília, depois de um ano de investigações.


Os golpistas convenciam as vítimas, dizendo que os valores correspondiam a custas judiciais ou, até mesmo honorários advocatícios de processos judiciais que as beneficiariam. Arquivos contendo dados pessoais dos servidores públicos (RG, CPF, telefone, endereço etc) municiavam a fraude. Com os dados em mãos, os estelionatários conseguiam estabelecer vínculo de confiança: se passavam por funcionários do Poder Judiciário, detentores de informações privilegiadas.


Fonte: Correio Braziliense

Extratos dos Jornais

Deixe um comentário