Plataforma P-63 entra em operação

A Petrobras iniciou nesta semana a produção de petróleo extraído pela plataforma P-63, no Campo de Papa-Terra, ao sul da Bacia de Campos. A estatal é a operadora do projeto, com participação de 62,5%, enquanto sua parceira, a Chevron Brasil, detém 37,5%. O anúncio foi feito ontem (12) pelas duas empresas, pelas respectivas assessorias de imprensa.

A plataforma P-63 compõe o primeiro sistema de produção de Papa-Terra. Ela é do tipo FPSO – unidade flutuante que produz, armazena e transfere petróleo -, está instalada em local com profundidade de cerca de 1.200 metros, e tem capacidade para processar diariamente 140 mil barris e 1 milhão de metros cúbicos de gás.

Segundo a Petrobras, trata-se de um dos projetos mais complexos da empresa, que requer soluções inovadoras, uma vez que combina reservatórios com petróleo de grau API – escala arbitrária que mede a densidade dos líquidos derivados do petróleo – variando entre 14 e 17, em águas profundas.

Além da P-63, à qual serão interligados cinco poços produtores e 11 injetores de água, o campo de Papa-Terra contará ainda este mês com a P-61 à qual serão interligados 13 poços produtores. Para o vice-presidente mundial da Chevron e vice-presidente executivo de Exploração e Produção, George Kirkland, o início de produção do campo de Papa-Terra “é mais um importante passo no sentido de cumprir a meta de crescimento que temos definida para 2017”.

Fonte:

Deixe um comentário