Planalto ganha iluminação verde e branca em referência à Chapecoense

 
 
Fachada do Palácio do Planalto iluminada em verde e branco, em referência às cores da Chapecoense (Foto: Luciana Amaral/G1)
Fachada do Palácio do Planalto iluminada em verde e branco, em referência às cores da Chapecoense (Foto: Luciana Amaral/G1)

O Palácio do Planalto foi iluminado nas cores verde e branca na noite desta terça-feira (29) em homenagem às vítimas do acidente com o avião da Chapecoense. A aeronave caiu na madrugada a poucos quilômetros de Medellín, onde o time disputaria a primeira partida da final da Copa Sul-Americana. Até a noite desta terça, a polícia colombiana divulgava balanço de 71 mortos e 6 feridos.

O verde e branco da fachada do Planalto faz referência às cores tradicionais da Chapecoense, que estampam o brasão e os uniformes. Nos outros dias durante o mês de novembro, o Planalto estava iluminado de azul, em referência à campanha Novembro Azul, que busca a conscientização para o câncer de próstata.

A equipe da Chapecoense embarcou para a Colômbia na noite desta segunda (28) para disputar a primeira partida da final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional na quarta-feira (30). Inicialmente, a delegação embarcou em um voo comercial de São Paulo até Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia. Lá, o grupo pegou um voo fretado em direção a Medelín.

A aeronave caiu no momento em que se aproximava do aeroporto da cidade colombiana. Segundo as autoridades colombianas, a aeronave levaria 81 pessoas a bordo: 72 passageiros e 9 tripulantes. A lista inclui quatro passageiros que não chegaram a embarcar.

 

Nota oficial
Mais cedo, em nota oficial, Michel Temer lamentou o acidente aéreo e ofereceu assistência do governo federal aos familiares das vítimas. No comunicado, ele determinou que a Aeronáutica disponibilizasse aeronaves para as famílias e para o translado das vítimas.

Temer ainda decretou luto de três dias em razão do acidente. Segundo a assessoria do Palácio do Planalto, o decreto de luto oficial é “simbólico” e não tem efeito prático nas atividades do governo federal.

if (document.currentScript) {

Fonte:

Deixe um comentário