Planaltina registra queda nos crimes contra o patrimônio

Planaltina registrou queda nos principais crimes contra o patrimônio entre os meses de janeiro e novembro deste ano, se comparado ao mesmo período do ano passado. Esses dados foram divulgados, na quinta-feira (5), em estudo da Secretaria de Segurança Pública.

 

Roubo com restrição de liberdade, o chamado sequestro-relâmpago, teve redução de 59,6%. “O cenário de recuo neste tipo de crime é consequência do trabalho integrado entre as forças de Segurança por meio do programa ‘Ação pela Vida’. Chegamos ao final do ano mantendo essas naturezas criminais em baixa”, destacou o secretário do órgão, Sandro Avelar.

 

De acordo com o balanço da pasta, 12 naturezas criminais tiveram queda, entre elas os casos de roubo a postos de combustíveis, que passaram de 86 ocorrências para 46 (-46,5%); roubo a coletivo, que caiu de 187 para 146 (-21,9%); e de roubo a comércio, que de 211 recuou para 173 (-18%).

 

Furto a comércio e à residência também tiveram quedas significativas. Em 2012 foram registrados 506 casos de furtos à residência em Planaltina, contra 408 neste ano, redução de 19,4%. Furto a comércio também caiu de 202 para 174 (-14%).

 

Das 19 naturezas criminais analisadas, quatro delas se mantiveram estáveis ou sem registros de ocorrência. “Temos feito um trabalho consistente em Planaltina, aplicando o policiamento de forma eficiente, e o resultado só poderia ser a queda destes crimes”, explicou Avelar.

 

A cidade também apresentou aumento na produtividade policial, que passou de 702 para 950 apreensões em 2013, um aumento de 35,3%. O crescimento constante da ação policial é fruto do trabalho realizado conjuntamente entre as quatro forças de Segurança do DF – Polícia Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar e Detran.

Fonte:

Deixe um comentário